Ir para a Home
Segunda-Feira, 22 de Abril de 2024

Mortes por Covid-19 em Goiás sobem 59% após abertura, mas crescimento é menor que período de fechamento



Mortes por Covid-19 em Goiás sobem 59% após abertura, mas crescimento é menor que período de fechamento

As mortes por Covid-19 tiveram acréscimo de 59% em Goiás após o decreto do dia 13 de julho, que sugeriu aos municípios 14 dias de reabertura. O crescimento, todavia, foi aquém do registrado entre 30 de junho e 13 de julho, período em que o governo aconselhava 14 dias de quarentena, quando os óbitos cresceram 85,2%.


Em 30 de junho, quando o governador Ronaldo Caiado decretou quarentena intermitente, eram 475 mortes e 24.666 casos. No dia 13 de julho, eram 36.936 casos, com crescimento de 49,7%, e 880 óbitos. De 13 de julho até esta segunda-feira (27), os casos avançaram 57,7%, acima do registrado no isolamento, e chegaram a 58.249, com 1,4 mil mortes.

 

Goiânia

Como a absoluta maioria dos municípios adotou regras próprias de combate à epidemia, mensurar a eficácia da quarentena intermitente em Goiás é difícil. Uma das poucas cidades de grande população que seguiu na íntegra o decreto estadual foi Goiânia. Na capital, também houve uma leve aceleração percentual no número de casos durante a reabertura, mas também uma redução no avanço das mortes.

 

Em 30 de junho, Goiânia tinha 6.837 casos e 164 mortes. Esses números subiram para 9.810 e 272, aumentos de 43,4% e 65,8%, respectivamente, até 13 de julho. Nos últimos 14 dias, com o comércio aberto, são 14.648 casos confirmados e 419 óbitos, avanços percentuais de 49,3% e 54%, respectivamente.


Veja os dados da epidemia durante a quarentena intermitente

30 de junho – decreto estadual propõe a medida
Goiás: 475 mortes e 24.666 casos
Goiânia: 164 mortes e 6.837 casos

13 de julho – último dia de fechamento e início da reabertura
Goiás: 880 óbitos e 36.936 casos (avanços de 85,2% e 49,7%)
Goiânia: 272 mortes e 9.810 casos (avanços de 65,8% e 43,4%)

27 de julho – 14 dias após decreto de reabertura
Goiás: 1.400 mortes e 58.249 casos (avanços de 59,09% e 57,7%)
Goiânia: 419 mortes e 14.648 casos (avanços de 54% e 49,3%)

Fonte: Diário de Goiás




NOTÍCIAS RELACIONADAS

SAÚDE Prefeita Karla Cristina Reinaugura PSF I no Setor São Paulo SAÚDE- Em um evento marcante a saúde da comunidade, a Prefeita Karla Cristina entregou mais um benefício crucial para Santa Terezinha.
SAÚDE Revolução na Saúde: Allegra Centro de Desenvolvimento Integrado Chega para Transformar Crixás SAÚDE - Uma revolução está prestes a tomar conta da saúde em Crixás com a chegada da Clínica Allegra! Este novo centro de cuidados, que em breve abrirá suas portas, promete reinventar a forma como a comunidade acessa e vivencia os serviços de saúde, e des
SAÚDE Sec. de Saúde de Santa Terezinha realiza Workshop sobre Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde ECENTO - A Prefeitura de Santa Terezinha de Goiás, através da Secretaria Municipal de Saúde, sediou um Workshop voltado a todos os profissionais de saúde nos dias 11 e 12 de agosto,
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás