Ir para a Home
Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022

Aulas presenciais devem continuar suspensas, diz Alexandrino



Aulas presenciais devem continuar suspensas, diz Alexandrino

 

 

Discussões emperram diante da curva de infectados e mortos pela covid-19. Comitê se reúne nesta quarta para discutir protocolos de segurança, mas data de retomada permanece indefinida

 

Embora as discussões em torno dos retornos às aulas presenciais estejam na ordem do dia no Comitê de Operações Emergenciais (COE) ainda não há consenso sobre o assunto. O próprio secretário de estado da Saúde, Ismael Alexandrino, considera que a data para possível retorno do ensino presencial em Goiás está um pouco distante. As discussões emperram diante da curva de infectados e mortos pela covid-19.

 

Entre as questões levantadas pelo Comitê estão protocolos específicos para o espaçamento de alunos nas salas de aula, fiscalização de sintomas entre estudantes, professores e servidores. Além de algumas hipóteses para aparecimento de possíveis surtos em escolas. Toda a escola seria fechada? Ou apenas salas de aulas em que alunos ou professores foram infectados?

 

“O COE discute esses protocolos para quando retornar”, disse o secretário ao Mais Goiás. “Não significa que retornarão [as aulas presenciais] por agora. São pautas discutidas pelo Comitê, mas há uma grande tendência de não se retornar agora. A discussão dos protocolo é feita para quando se retornar”, reforçou Ismael Alexandrino.

 

Provas

 

Uma resolução do Conselho Estadual de Educação, publicada no início do mês estabeleceu diretrizes para avaliações de estudantes no contexto das aulas não presenciais até dezembro de 2020. O que, na prática, regulamenta a possibilidade de extensão do Regime Especial de Aulas Não Presenciais (Reanp), que fundamenta a educação à distância, até o fim do ano.

 

Com a resolução, surgiu espaço para a prática do ensino híbrido, em parte presencial e outras não presenciais. Com entregas de materiais para realização das provas – que já vem sendo feito em algumas instituições, sobretudo para estudantes sem devido acesso a internet -, avaliações online, entre outros.

 

As aulas presenciais estão suspensas desde março. A princípio se cogitou um retorno escalonado para agosto, mas diante da curva da covid-19 no estado empurrou a data para setembro, que atualmente parece também ser inviável.

 

A SES, por meio da assessoria, informa que o Comitê realiza reuniões todas as quartas-feiras, com várias pautas. Nesta quarta (19), será sobre a possibilidade de volta às aulas. A pasta diz que vários protocolos foram apresentados na reunião anterior e de outros que irão ser nesta reunião apresentados, mas que ainda serão deliberadas.

 

Fonte: Mais Goiás

Foto: Divulgação




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍTICA Prefeita Karla Cristina e comitiva participam da convenção do União Brasil que oficializou Ronaldo Caiado como candidato ELEIÇÕES - Em convenção realizada na tarde desta sexta-feira (05), no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia, a prefeita Karla Moreira juntamente com seu esposo Silas Humberto, vereadores da base apoio, lideranças de Santa Terezinha de Goiás e uma grande com
POLÍTICA FGM Alerta: Municípios devem observar procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Incra A Instrução Normativa 126 de 2022, dispõe sobre procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) foi publicada. A Federação Goiana de Municípios (FGM) o
POLÍTICA Goiás tem 18 barragens críticas, diz relatório da ANA Levantamento indica preocupação com estruturas em Goiás. Número de alerta aumentou de 2020 para 2021. Fiscalização é reforçada
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás