Ir para a Home
Sexta-Feira, 19 de Agosto de 2022

Caiado afirma que colapso da saúde é real e pede que ciência seja a base para medidas sanitárias



Caiado afirma que colapso da saúde é real e pede que ciência seja a base para medidas sanitárias

 

 

O governador de Goiás, Ronaldo Caiado, concedeu entrevista exclusiva para a Sagres 730, nesta quinta-feira (18) e afirmou que se reúne amanhã com os prefeitos dos municípios goianos para conversar sobre as medidas sanitárias e o repasse de verbas para a compra de cestas básicas ou medicamentos. Caiado contou que a colaboração de todos é necessária, já que em muitas cidades começam a faltar insumos, por exemplo, para a intubação de pacientes.

 

“Quando você tem uma situação que a calamidade atinge todo o Estado […] uma cidade não pode ter um protocolo que seja menos rígido, porque nós temos uma demanda maior do que a oferta de leitos”.

 

O governador disse que vai buscar o maior número de participações para que haja uma atuação conjunta entre os gestores. Segundo ele, o sequenciamento genético, que mostrou que 93% dos contaminados em Goiânia, é motivo de preocupação, sendo preciso sensibilizar as pessoas para que entendam a gravidade do momento.

“A situação é de colapso real, essa que é a realidade. Nós estamos transformando leitos de enfermaria em leitos críticos, nós estamos ampliando e solicitei aos prefeitos também que transformassem as UPAs também em Covid-19″.

 

Sobre a reação de determinados grupos ao fechamento das atividades, Caiado afirmou que nenhum decreto será visto como unanimidade e, mais uma vez, pediu ajuda às demais autoridades. “O que se espera neste momento é que haja uma convergência de forças, no sentido de apoiar medidas que têm base científica e são feitas em cima de um relatório epidemiológico da situação que mostra a contaminação no nosso Estado”.

 

Estrutura para o combate à pandemia

 

A estrutura montada para o atendimento às pessoas foi ressaltada pelo governador, com a abertura de hospitais nas cidades do interior e com mais de 3 mil leitos de UTI e enfermaria. Porém, Caiado mostrou preocupação com a necessidade de abertura de outros leitos, em função da contratação de mais profissionais.

“São pacientes que têm um comprometimento sistêmico. Ora, não é apenas você colocar uma pessoa no leito e falar que você vai passar um tubo nessa pessoa e ligar em um cano de oxigênio. Então, são especialistas. Isto é uma área especializada de uma doença que nós nunca tínhamos visto”.

 

Caiado reafirmou que os profissionais de saúde estão trabalhando em exaustão física e psicológica, principalmente, pelo fato de que a cada 100 pessoas na UTI, 50 morrem. O governador classificou a pandemia da Covid-19 como “a maior guerra que já foi, até hoje, enfrentada pelo setor da saúde no país e no mundo”.

Caiado ainda citou a abertura do Hospital do Centro-Norte Goiano em Uruaçu, onde, segundo ele, foi preciso controlar a chegada de pacientes, para que a equipe suportasse. “Vocês não sabem a dificuldade que está sendo para nós mantermos os médicos nos nossos hospitais no interior”.

 

Medidas de suporte

 

Diante da necessidade de paralisação da maioria das atividades no Estado, Caiado destacou as medidas que o governo tomou como o repasse de verbas para as prefeituras e a compra de cestas básicas. O governador também falou sobre a criação de uma linha de créditos específica para empresários e microempresários individuais, a ampliação do prazo para pagamento do IPVA e a suspensão do corte de água, pela Saneago, das famílias vulneráveis.

 

Fonte: Sagres

Foto: Divulgação 




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍTICA Prefeita Karla Cristina e comitiva participam da convenção do União Brasil que oficializou Ronaldo Caiado como candidato ELEIÇÕES - Em convenção realizada na tarde desta sexta-feira (05), no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia, a prefeita Karla Moreira juntamente com seu esposo Silas Humberto, vereadores da base apoio, lideranças de Santa Terezinha de Goiás e uma grande com
POLÍTICA FGM Alerta: Municípios devem observar procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Incra A Instrução Normativa 126 de 2022, dispõe sobre procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) foi publicada. A Federação Goiana de Municípios (FGM) o
POLÍTICA Goiás tem 18 barragens críticas, diz relatório da ANA Levantamento indica preocupação com estruturas em Goiás. Número de alerta aumentou de 2020 para 2021. Fiscalização é reforçada
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás