Ir para a Home
Segunda-Feira, 22 de Abril de 2024

Fiocruz alerta para cenário 'crítico' da pandemia no Sul e Centro-Oeste para as próximas semanas



Fiocruz alerta para cenário 'crítico' da pandemia no Sul e Centro-Oeste para as próximas semanas

 

 

Boletim também aponta para aumento de mais de 1 mil por cento nos casos entre jovens de 30 a 39 anos e aumento de mais de 800% das mortes entre os de 20 a 29 anos.

 

A Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) alerta em boletim divulgado na sexta-feira (9) para cenário crítico e agravamento na saturação do sistema de saúde dos estados do Sul e Centro-Oeste para as próximas semanas.

 

Isso porque, segundo o boletim, as próximas semanas deverão refletir a situação vivida pelas regiões entre o final de março e início de abril, quando o Distrito Federal, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso tiveram as maiores taxas tanto de casos como de mortalidade pela Covid-19 de todo o Brasil. Goiás e Mato Grosso do Sul também apresentaram apresentaram no período elevadas taxas de mortes.

 

"Esse padrão coloca as regiões Sul e Centro-Oeste como críticas para as próximas semanas, o que pode ser agravado pela saturação do sistema de saúde nesses estados", informa a Fiocruz.

 

O documento destaca a situação do Rio Grande do Sul, que, pela primeira vez desde o início da pandemia, entrou para a lista dos estados com as maiores taxas de letalidade: sua taxa de letalidade atual é de 4,1%, a segunda maior do país, atrás apenas do Rio de Janeiro (6,2%).

Quanto às taxas de ocupação do sistema de saúde, até o dia 5 de abril, 19 estados mais o DF estão com taxas de ocupação dos hospitais superiores a 90%. No que diz respeito apenas aos leitos de UTI Covid, 21 estados estão com taxas de ocupação superiores a 90%.

 

Entre a Semana Epidemiológica 1 (3 a 9 de janeiro de 2021) e a 12 (21 a 27 de março), houve um aumento de casos de:

 

  • 30 a 39 anos: aumento de 1.218,33%;
  • 40 a 49 anos: aumento de 1.217,95%;
  • 50 a 59 anos: aumento de 1.144,94%.

 

Também houve aumento de mortes neste mesmo período entre os mais jovens:

 

  • 20 a 29 anos: aumento de 872,73%
  • 30 a 39 anos: aumento de 813,95%;
  • 40 a 49 anos: aumento de 880,72%;
  • 50 a 59 anos: aumento de 877,46%.



NOTÍCIAS RELACIONADAS

SAÚDE Prefeita Karla Cristina Reinaugura PSF I no Setor São Paulo SAÚDE- Em um evento marcante a saúde da comunidade, a Prefeita Karla Cristina entregou mais um benefício crucial para Santa Terezinha.
SAÚDE Revolução na Saúde: Allegra Centro de Desenvolvimento Integrado Chega para Transformar Crixás SAÚDE - Uma revolução está prestes a tomar conta da saúde em Crixás com a chegada da Clínica Allegra! Este novo centro de cuidados, que em breve abrirá suas portas, promete reinventar a forma como a comunidade acessa e vivencia os serviços de saúde, e des
SAÚDE Sec. de Saúde de Santa Terezinha realiza Workshop sobre Saúde Mental na Atenção Primária em Saúde ECENTO - A Prefeitura de Santa Terezinha de Goiás, através da Secretaria Municipal de Saúde, sediou um Workshop voltado a todos os profissionais de saúde nos dias 11 e 12 de agosto,
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás