Ir para a Home
Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022

Prefeito Haroldo Naves demonstra insatisfação e pede mudança na distribuição de vacinas em Goiás



Prefeito Haroldo Naves demonstra insatisfação e pede mudança na distribuição de vacinas em Goiás

 

 

Gestor e Presidente da FGM relata que há disparidade na campanha de vacinação de alguns municípios goianos como em Campos Verdes por conta da defasagem dos dados do Censo Demográfico do IBGE

 

Em reunião virtual nesta quarta-feira (28), o presidente da Federação Goiana de Municípios (FGM) e Prefeito de Campos Verdes, Haroldo Naves, pediu mudanças nos critérios utilizados para a distribuição de vacinas contra a Covid-19 aos municípios de Goiás. Segundo Haroldo, há disparidade na campanha de imunização de alguns municípios goianos por conta da defasagem dos dados do Censo Demográfico do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), que são de 2010.

 

Também participaram da transmissão representantes do Ministério Público de Goiás (MP-GO), Associação Goiana de Municípios (AGM), Secretaria Estadual de Saúde (SES-GO) e do Instituto Mauro Borges (IMB).

 

O presidente da FGM, Haroldo Naves, que é prefeito de Campos Verdes, relatou que, além do município que representa, outras cidades como Itapirapuã, Matrinchã, Guarinos, Goianira e outros estão com dados populacionais não condizentes com a realidade, o que impacta diretamente na imunização e tem atrasado muito a vacinação da população. “Desde 9 de março apresentei solicitação para esta revisão. A última remessa de vacinas foi de 5 doses, enquanto as filas diárias passam de 200 pessoas esperando”, disse.

 

“Acompanho o sofrimento de meus colegas prefeitos nesta mesma situação. Entendo as amarras do PNI (Plano Nacional de Imunização), mas não podemos deixar que essa disparidade, que já é de conhecimento da Saúde, continue matando o povo”, complementou.

 

À frente da Superintendência de Vigilância em Saúde (Suvisa), Flúvia Amorim demonstrou compadecer com a situação, mas colocou entraves no tocante à validade dos dados para uma redistribuição das doses. “Precisamos de dados que possam ser aferidos em todos os municípios goianos e, a partir deles, providenciar uma solução junto à CIB (Comissão Intergestores Bipartite)”. Flúvia argumentou que este problema não é local e que a falta do Censo prejudica a vacinação como um todo.

A promotora de Justiça Lucinéia Vieira Matos propôs a criação de um grupo de trabalho para tentar encontrar uma solução para o entrave.

 

 

Com informações do Jornal O Popular




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍTICA Prefeita Karla Cristina e comitiva participam da convenção do União Brasil que oficializou Ronaldo Caiado como candidato ELEIÇÕES - Em convenção realizada na tarde desta sexta-feira (05), no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia, a prefeita Karla Moreira juntamente com seu esposo Silas Humberto, vereadores da base apoio, lideranças de Santa Terezinha de Goiás e uma grande com
POLÍTICA FGM Alerta: Municípios devem observar procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Incra A Instrução Normativa 126 de 2022, dispõe sobre procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) foi publicada. A Federação Goiana de Municípios (FGM) o
POLÍTICA Goiás tem 18 barragens críticas, diz relatório da ANA Levantamento indica preocupação com estruturas em Goiás. Número de alerta aumentou de 2020 para 2021. Fiscalização é reforçada
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás