Ir para a Home
Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022

Secretário de Turismo de Nova Crixás faz campanha na web para incentivar a caça de tambaqui e causa polêmica



Secretário de Turismo de Nova Crixás faz campanha na web para incentivar a caça de tambaqui e causa polêmica

 

Delegado diz que não há estudos que comprovam que o peixe provoca desequilíbrio no rio Araguaia. Secretário informou que vai tentar controlar a população da espécie.

 

O secretário de Turismo de Nova Crixás, João Luís Busnardo, publicou uma campanha nas redes sociais para incentivar a matança do peixe tambaqui no Rio Araguaia e causou polêmica com ambientalistas. Para Busnardo, o peixe ameaça outras espécies. Já o delegado de Meio Ambiente, Luziano Carvalho, disse que desconhece qualquer desequilíbrio nas águas do rio provocado pelo peixe.

 

A Polícia Civil vai instaurar procedimento por causa da "publicação inadequada", segundo o delegado Luziano Carvalho.

A mensagem que motivou as críticas por parte do secretário foi postada por outro internauta:

 

"Vamos preservar os tambaquis do Rio Araguaia. Tambaqui é um peixe muito esportivo . Diga não a matança dessa espécie".

 

Segundo o secretário, o crescimento da população de tambaquis está fora de controle. “Ela tá infestada no Araguaia inteiro. Fora de controle. Vai ser até muito difícil de a gente controlar isso daí, mas a gente com certeza vai tentar", declarou Busnardo. 

 

A captura de tambaqui, segundo o secretário, é para proteger espécies nativas da região, como a piraíba, que é o peixe que atrai muita gente para Nova Crixás. "[Piraíba] peixe que a gente mais gosta de pescar aqui, que todos turistas vêm, é a piraíba, certo. O tambaqui come os ovos da piraíba", destaca Busnardo.

 

O biólogo Edson Abrão discorda da opinião do secretário e diz que o tambaqui tem que existir para controlar a população de piraíbas, que são peixes grandes e atacam outras espécies. 

 

"Os ovos da piraíba precisam ser comidos pelo tambaqui para causar equilíbrio com outras espécies. O piraíba é agressivo e carnívoro. As espécies fazem parte da cadeia alimentar. O tambaqui tem que existir para controlar a população de piraíba", explica Abrão. 

 

O tambaqui faz parte de lista de peixes da bacia do Araguaia que tem liberação da Secretatia Estadual de Meio Ambiente para ser capturado e transportado, assim como a tilápia, o bagre, e a carpa comum. O delegado de Meio Ambiente, Luziano Carvalho, porém, acredita que quem gosta de pescar não deveria incentivar a destruição das espécies. 

 

 

 




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍTICA Prefeita Karla Cristina e comitiva participam da convenção do União Brasil que oficializou Ronaldo Caiado como candidato ELEIÇÕES - Em convenção realizada na tarde desta sexta-feira (05), no CEL da OAB, em Aparecida de Goiânia, a prefeita Karla Moreira juntamente com seu esposo Silas Humberto, vereadores da base apoio, lideranças de Santa Terezinha de Goiás e uma grande com
POLÍTICA FGM Alerta: Municípios devem observar procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Incra A Instrução Normativa 126 de 2022, dispõe sobre procedimentos para regularização fundiária de ocupação urbana em terras administradas pelo Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) foi publicada. A Federação Goiana de Municípios (FGM) o
POLÍTICA Goiás tem 18 barragens críticas, diz relatório da ANA Levantamento indica preocupação com estruturas em Goiás. Número de alerta aumentou de 2020 para 2021. Fiscalização é reforçada
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás