Ir para a Home
Segunda-Feira, 22 de Abril de 2024

Em Santa Terezinha, campanha de Tonim Camargo também é alvo de investigação na contratação de pesquisa fraudulenta



Em Santa Terezinha, campanha de Tonim Camargo também é alvo de investigação na contratação de pesquisa fraudulenta

 

Prefeito tem sua candidatura a reeleição ameaçada se comprovada a contratação de pesquisa falsa 

 

 

A cidade de Santa Terezinha de Goiás está entre os municípios que teria contratado, de acordo com investigações do Ministério Público, que investiga a pratica de divulgação de pesquisas eleitorais supostamente fraudas, cujo o objetivo é destacar alguns candidatos a prefeitos. 

 

Manchete do jornal O Popular nesta semana, a denúncia aponta que mais de 191 cidades, contrataram os serviços da empresa IPOP Cidades e Negócios.

 

De acordo com a Reportagem e com base nas investigações, os alvos podem responder por crimes de pesquisa eleitoral fraudulenta, cuja pena varia de seis meses a um ano de reclusão. Eles também podem ser responsabilizados por fraudes eleitorais, o que poderia caçar a chapa dos envolvidos.

 

Responsável pela divulgação de várias pesquisas suspeitas na Região do Vale São Patrício, e Empresa IPOP foi criada em fevereiro deste ano e num curto período já acumula inúmeros processos de supostas fraudes em pesquisa, para beneficiar candidatos a prefeitos, revela a investigação do Ministério Público, que a batizou de Leão de Neméia, numa alusão ao primeiro trabalho, de um total de 12 realizado pelo herói grego, Hércules. Na saga, Hércules mata o leão que explorava e subjugava a região de Neméia. 

 

Em Santa Terezinha, esse mesmo Instituto, IPOP, divulgou um pesquisa, que de acordo com o Ministério Público se enquadra em uma pesquisa fraudulenta, por não mostrar a realidade eleitoral do município. Segundo os promotores, ficou evidente que, as fraudes consistem em produzir pesquisas que não refletem a realidade das intenções de votos, com desobediência de requisitos exigidos na legislação eleitoral. A Reportagem cita ainda, de acordo com o que foi apurado que, ouve oferta criminosa de manipulação de dados em favor de candidato a prefeito.

 

Caso seja comprovado a participação da campanha de Tonim Camargo na contratação do instituto IPOP, o candidato pode perder seu registro junto ao TSE e ficar fora da disputa na reta final da campanha. 




NOTÍCIAS RELACIONADAS

JUSTIÇA Justiça Condena Prefeito Paraíba da Farmácia por Improbidade Administrativa em Nova Crixás O Tribunal de Justiça de Goiás (TJGO) encerrou o caso de improbidade administrativa envolvendo o prefeito de Nova Crixás, Lázaro Valdivino da Silva (Paraíba da Farmácia). O Ministério Público de Goiás (MP-GO) denunciou o prefeito por doar lotes do municíp
JUSTIÇA A pedido do MPGO, empresas contratadas Ilegalmente pelo município de Barro Alto tem bens bloqueados Acolhendo ação proposta pelo Ministério Público de Goiás (MPGO), a Justiça determinou o bloqueio de bens de duas empresas beneficiadas por licitações irregulares, que tinham como objetivo a contratação para oferta de produtos hortifrutigranjeiros destinad
JUSTIÇA Gestão Rumennigge Dietz é destaque a frente da OAB/Crixás GESTÃO - Desde sua posse em janeiro do ano passado para o triênio 2022-2024, o dedicado advogado Rumennigge Pires Dietz tem demonstrado sua habilidade e comprometimento na condução da subseção de Crixás da Ordem dos Advogados do Brasil - Seção Goiás (OAB-
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás