Ir para a Home
Sexta-Feira, 19 de Agosto de 2022

Polícia Federal deflagra Operação Segunda Parcela que combate fraudes ao Auxílio Emergencial



Polícia Federal deflagra Operação Segunda Parcela que combate fraudes ao Auxílio Emergencial

 

 

Ações ocorrem em 14 Estados e são parte da Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial

 

A Polícia Federal deflagrou, hoje (10/12), a Operação Segunda Parcela com o intuito de reprimir fraudes ao Auxílio Emergencial. Trata-se da maior operação no combate às fraudes ao beneficio, contando com uma atuação efetiva e integrada para preservar o instituto que teve mais de sessenta milhões de beneficiados, em razão da crise de saúde pública ocorrida em 2020.

 

As ações estão ocorrendo em Goiás e 13 Estados da Federação. Estão sendo cumpridos  42 Mandados de Busca e Apreensão, sete Mandados de Prisão e 13 Mandados de Sequestro de Bens.

 

Cerca de 152 policiais federais participam da operação.

Foi determinado o bloqueio de valores de até R$ 650 mil, em diversas contas que receberam benefícios fraudados.

 

A linha de trabalho adotada importa que os pagamentos indevidos e as tentativas de cadastramento irregulares são processados dentro de ferramentas estabelecidas pela Polícia Federal, buscando identificar a atuação de organizações criminosas e conjuntos de fraudes com denominadores comuns (fraudes estruturadas). O intuito é desestruturar ações que causam graves prejuízos ao programa assistencial.

 

No viés preventivo, a Estratégia Integrada de Atuação contra as Fraudes ao Auxílio Emergencial detectou e bloqueou/cancelou o cadastramento de mais de 3.82 milhões de pedidos irregulares. Deixaram de sair indevidamente dos cofres públicos, no mínimo, R$ 2.3 bilhões, considerando-se apenas o pagamento de uma parcela de R$ 600,00, em cada pedido.




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍCIA Peixe símbolo de pescarias, pintado entra para lista de animais ameaçados de extinção no Brasil Inclusão da espécie é questionada pelo governo de Mato Grosso do Sul, destino popular entre pescadores
POLÍCIA Em Itapaci, empresário é preso suspeito de manter relações sexuais com criança de 11 anos SUSPEITO - Nesta terça-feira (17), a Policia Civil (PCGO) por meio da Delegacia de Policia de Itapaci, cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de empresário do ramo de motéis na cidade de Itapaci pelo crime tipificado no artigo 217-A do CPB.
POLÍCIA Duas pessoas são presas após furto de mais de 1 tonelada de queijo no Assentamento Santa Marta, em Mundo Novo CRIME - A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Nova Crixás, e com o apoio da Regional de Ceres, deflagrou, na terça-feira (26), a Operação Salmoura, com o objetivo de cumprir mandado de prisão temporária e mandados de busca e apreensão domicil
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás