Ir para a Home
Quarta-Feira, 17 de Agosto de 2022

PC prende membros de quadrilha especializada em furtos, roubos e desmanche de veículos de luxo



PC prende membros de quadrilha especializada em furtos, roubos e desmanche de veículos de luxo

 

 

Segunda fase da Operação Sem Divisas resultou no cumprimento de dois mandados de prisão e em cinco de busca e apreensão. A ação, realizada pela DERFRVA, tem como alvo uma organização criminosa, especializada na subtração, corte e desmanche de camionetes de luxo. Foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, em lojas em Goiânia, Inhumas e no Estado do Pará

 

A Polícia Civil de Goiás cumpriu dois mandados de prisão preventiva, entre segunda (11/01) e terça-feira (12/01), durante a segunda fase da Operação Sem Divisas. A ação, realizada pela Delegacia Estadual de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos Automotores (DERFRVA), tem como alvo uma organização criminosa, especializada na subtração, corte e desmanche de camionetes de luxo. Durante as diligências também foram cumpridos cinco mandados de busca e apreensão, em lojas na região da Canaã, em Goiânia, em Inhumas e no estado do Pará.

 

O grupo criminoso é investigado por mais de uma dezena de crimes, praticados em municípios do interior do estado. Dentre eles São Luís de Montes Belos, Firminópolis, Uruaçu, Mossâmedes, Itaberaí e Cromínia. Após os furtos, os suspeitos traziam os veículos para a capital, onde eram desmanchados e as peças vendidas. Em alguns casos, os automóveis eram levados com o emprego de violência e o uso de armas de fogo. “Trata-se de um dos maiores grupos responsáveis por esse tipo de crime no estado”, destacou o delegado Marco Aurélio Euzébio.

 

A primeira fase da operação foi deflagrada em novembro de 2020. Na ocasião, foram apreendidas cinco armas de fogo, bloqueadores de sinal de rastreamento, módulos de ignição, ferramentas utilizadas para o desmanche dos automóveis e quatro camionetes de luxo furtadas. O material estava em um galpão do Setor Parque Oeste Industrial, em Goiânia, utilizado para o desmanche. O local foi descoberto após dois novos crimes praticados pelos suspeitos.

 

Durante a ação, quatro indivíduos que estavam no galpão iniciaram diversos disparos de arma de fogo contra os policiais, que revidaram. Eles foram atingidos e não resistiram. Entre os suspeitos, estava o homem apontado como líder do grupo criminoso. Ainda segundo o delegado, os dois suspeitos presos na nova fase da operação eram responsáveis pela aquisição de outras camionetes sucateadas em leilão.

 

“Eles faziam o repasse dessas camionetes para esses indivíduos, que roubavam os veículos, que retiravam as peças e inseriam, transplantavam para os veículos adquiridos em leilão. Ou então, revendiam para lojas aqui em Goiânia, principalmente na região do bairro da Canaã”, destacou o delegado. Com a prisão dos dois suspeitos, o inquérito policial será finalizado e remetido ao Poder Judiciário. A dupla deverá responder agora pelos crimes de receptação qualificada, adulteração de sinais identificadores de veículos e organização criminosa.

 

Participaram da operação a Gerência de Operações de Inteligência da Polícia Civil (GOI), equipes da Delegacia de Polícia de Inhumas, da Corregedoria da Polícia Civil, da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Ordem Tributária (DOT), da Secretaria de Economia do Estado de Goiás, da Polícia Técnico-Científica e da Polícia Civil do Estado do Pará.

 

Fonte: SSP-GO





NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍCIA Peixe símbolo de pescarias, pintado entra para lista de animais ameaçados de extinção no Brasil Inclusão da espécie é questionada pelo governo de Mato Grosso do Sul, destino popular entre pescadores
POLÍCIA Em Itapaci, empresário é preso suspeito de manter relações sexuais com criança de 11 anos SUSPEITO - Nesta terça-feira (17), a Policia Civil (PCGO) por meio da Delegacia de Policia de Itapaci, cumpriu mandado de prisão preventiva em desfavor de empresário do ramo de motéis na cidade de Itapaci pelo crime tipificado no artigo 217-A do CPB.
POLÍCIA Duas pessoas são presas após furto de mais de 1 tonelada de queijo no Assentamento Santa Marta, em Mundo Novo CRIME - A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia de Nova Crixás, e com o apoio da Regional de Ceres, deflagrou, na terça-feira (26), a Operação Salmoura, com o objetivo de cumprir mandado de prisão temporária e mandados de busca e apreensão domicil
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás