Ir para a Home
Domingo, 23 de Junho de 2024

Jovem volta a ser preso por fingir passar mal para não pagar conta



Jovem volta a ser preso por fingir passar mal para não pagar conta

 

 

Homem de 28 anos foi solto na semana passada por suspeita de aplicar o mesmo golpe em Goiânia. Desta vez, ele agiu em Palmas

 

Depois de ficar preso durante três dias por fingir mal-estar para não pagar uma conta de R$ 6,2 mil em um bar da capital de Goiás, Ruan Pamponet Costa, de 28 anos, voltou a ser detido na quinta-feira (21/4), sob a suspeita de ter praticado o mesmo golpe em um restaurante em Palmas (TO). Desta vez, ele, que é barman, consumiu mais de R$ 5,2 mil em produtos e serviços e se recusou a pagar a conta.

 

Na semana passada, a juíza Maria Antônia de Faria, da Justiça de Goiás, determinou que ele ficasse longe de bares, prostíbulos e locais de má fama para não praticar novos calotes. Na ocasião, a magistrada concedeu a liberdade ao homem, sem o pagamento de fiança, por entender que ele não tem condições de arcar com o valor da conta. O barman também é suspeito de aplicar o golpe Brasil afora.

 

Desconfiança

 

Ruan, no entanto, voltou a ser preso em um restaurante que fica na Praia da Graciosa, um dos principais pontos turísticos de Palmas. De acordo com a Polícia Militar (PM), os atendentes do estabelecimento começaram a desconfiar do suspeito no momento em que ele começou a dividir os produtos com outras pessoas.

O cupom fiscal mostra que Ruan consumiu produtos de alto custo, como três garrafas de bebidas. Duas delas custam R$ 1,4 mil e uma, R$ 1,5 mil.

 

Por meio de assessoria, o estabelecimento informou ao G1 Tocantins que, logo após a conta atingir o valor de R$ 5 mil, os funcionários pediram o pagamento parcial para continuar servindo a mesa. Nessa ocasião, entretanto, Ruan procedeu da mesma forma que agiu em um bar de Goiânia.

 

Ele admitiu o crime ao ser preso pela Polícia Militar e, em seguida, foi levado para a Central de Flagrantes da Polícia Civil. Depois de prestar informações na delegacia, os policiais o encaminharam para Casa de Prisão Provisória de Palmas.

O Metrópoles não encontrou contato da defesa de Ruan até o momento em que publicou este texto, mas o espaço segue aberto para manifestações.

 

Outros casos

 

Levantamento do G1 Ceará em dezembro do ano passado mostrou que Ruan tem processos em seis estados e no Distrito Federal. No último sábado (16/4), até então, ele havia aplicado o seu golpe mais recente, no Setor Marista, bairro nobre de Goiânia.

 

O caso mais antigo com registro é de abril de 2014, em Brasília (DF). Ele é suspeito de estelionato em uma choperia, em junho de 2015, e em um buffet, em abril de 2019 – ambos os casos no DF.

Já em setembro de 2019, Ruan teria saído sem pagar R$ 5,2 mil em um quiosque de alimentação e também teria deixado de pagar R$ 500 a dois taxistas no Rio de Janeiro (RJ).

 

Fonte: Metropoles 

Foto: Divulgação 




NOTÍCIAS RELACIONADAS

POLÍCIA Prefeitura de Crixás e Empresa contratada para realizar Concurso Público estão na Mira do Ministério Público O concurso público realizado pela Prefeitura de Crixás neste último domingo (12/05) está sob intensa controvérsia devido a uma série de irregularidades que comprometem gravemente sua integridade. Entre as questões mais preocupantes estão a aplicação das p
POLÍCIA Operação Divisa Blindada Reforça Segurança em Crixás e Região SEGURANÇA - No último dia 02 de maio, a Polícia Militar do Estado de Goiás iniciou a Operação Divisa Blindada, um esforço estratégico para fortalecer a segurança em áreas críticas, especialmente em Crixás e arredores.
POLÍCIA Operação Policial Desvenda Esquema de Clonagem e Adulteração de Veículos em Santa Terezinha A equipe PM do 10°CRPM/44°BPM/4ªCDPM de Santa Terezinha, composta pelos bravos SD Peixoto e SD Xavier, em parceria com a Polícia Civil, desvendou um intricado esquema de furto e clonagem de veículos na região.
EDIÇÃO IMPRESSA
COLUNISTAS E ARTICULISTAS


EXPEDIENTE
(62) 98310-3817 Redação
(62)99819-1345 Colunas
contato@imprensadocerrado.com.br

Praça Inácio José Campos Qd. 15-S - Centro.
CEP: 76.510-000 - Crixás - Goiás